sábado, 27 de março de 2010

Na casa de meu pai há muitas moradas...


Continuando o post sobre casas em Gramado, não podia deixar de postar a foto da casa dos meus pais, após uma extensa reforma...

Agora só falta as grades do muro para completar.


Lateral esquerda

Adorei as florzinhas que eles plantaram.


sexta-feira, 26 de março de 2010

E eles se casaram... ao ar livre!

A semana estava linda, ensolarada e quente. Tudo indicava que o dia 20 de março, dia do casamento da Nana e do José, seria semelhante. Na madrugada do dia 20, choveu... mas choveu muito! Com trovoadas e tudo que tinha direito.


Porém, o dia 20 amanheceu limpo e ensolarado novamente. Mas, o tempo ainda não tinha terminado de fazer suas peripécias. Ao meio dia, começou a nublar. E exatamente às 16h, começou a chover! Chegamos no lugar e tinham vários convidados lá, esperando aglomerados embaixo de um telhadinho, para se protegerem da chuva. Diz-se que chuvas são bençãos e felicidade. Também desejo que sim!!!

As pessoas estavam tensas. Acho que eu, mais tensa do que todos, mas tudo bem... queria ser madrinha e organizar, tudo ao mesmo tempo... todos pensando em como resolver a situação! Felizmente, a chuva parou. Secamos as cadeiras e Deus resolveu segurar as nuvens pumblias para o exato momento da cerimônia.


Crisântemos, tapete vermelho, voal e eras decoraram o corredor até o gazebo.



A cerimonia aconteceu no condomínio Quinta da Serra em Canela. Lugar lindo!!!
Aguardando ansiosamente a chegada da noiva...



E eis que ela surge no meio do gramado do condomínio, numa Rural Amarela, sendo conduzida pelo meu pai, com uma buzina muito engraçada. Quebrou todo a tensão que por ventura ainda estivesse no ar.


Depois da cerimônia, os noivos receberam cumprimentos perto da Rural amarela... hehe



E na foto abaixo, os noivos Analice e José, com os mini-noivos, Valentina e Felipe.

Lindos, fofos e felizes! Que Deus os abençõe!!!


Decoração by Margarete Tibes lá de Gramado... e fotos by Dinarci Borges do Flashtop lá de Gramado city também.

domingo, 7 de março de 2010

Cantar e cantar e cantar... a beleza de ser um eterno aprendiz

Um dos meus prazeres é cantar. Canto desde que estava na barriga da minha mãe e ela frequentava o coral da igreja. Cresci indo com ela aos ensaios, sonhando com o dia que eu seria grande o suficiente para sentar nas cadeiras da frente, reservadas para as meninas.

Quando eu tinha uns 9 anos, fiz um teste para participar do Coral Municipal Infanto Juvenil de Gramado e passei! Começaram as funções para fazer o uniforme. Calça preta de linho, camisa branca de cambraia e um laço vermelho no pescoço. Ah, nao posso esquecer da dificuldade que foi conseguir um cinto vermelho, mas a minha super mãe, paciente que era conseguiu tudo! Tive momentos muito felizes no coral. Depois de muitos Cucos, Já chegaram os passarinhos, Clara e Ana, Estrela, estrela... e depois de muitas viagens, Natais Luzes e apresentações divertidas, tive que sair pois ja tinha ficado grandinha.



Quando fui fazer intercambio, tive uma oportunidade incrível. Cantar no coral de meninas da Penrhos College. O regente, Mr Enston, tinha estudado em Cambridge e era muito dedicado à música. Ele ensaiava aquele bando de meninas, sozinho e ainda tocando aquele gigante orgão de tubos, que dava todo o ar sacro que as músicas pediam. Pena que durou só um ano.

O tempo passou, comecei a trabalhar, me formei e cá estou eu em SP! E não é que encontrei um coral maravilhoso para cantar! Esse ano ainda não consegui ir a nenhum ensaio devido ao projeto no trabalho e às aulas da Pós. Mas o Coral de Alphaville, merece um post especial. Ele é constituído de moradores de Alphaville que adoram se reunir e cantar. As músicas são mais voltadas para MPB ou dependendo do tema da temporada. Este ano, o tema é encontros e partidas. Então todas as músicas tem algo relacionado a trem, partidas, tristezas, saudades... Adoro esse povo e assim que conseguir ter mais tempo voltarei para fazer minha parte com as Sopranos!
Coral de Alphaville em apresentação do Natal 2009, Igreja Bom Pastor.

sexta-feira, 5 de março de 2010

Casas de Gramado

Gramado é a cidade que considero meu "home town", minha casa, minha cidade natal. Cheguei lá ainda pequenininha, com 6 anos de idade. Estava na primeira série, então meus amigos e a maioria das coisas que lembro da infância, aconteceram lá.

Acho Gramado um charme só...
E como não seria, considerando que ela é conhecida como Cidade das Hortensias, colonização e arquitetura européia?

As pessoas tem prazer em deixar suas casas bonitas, bem pintadas e com jardim em dia!
A beleza das casas parece fazer parte da Natureza perfeita que tem no lugar...

Meu post hoje é uma homenagem a essa cidade linda mostrando algumas casas e jardins fotografados pela minha amiga gramadense (que esta morando no Ceará), Juliana Vargas.
Vai dizer que não dá vontade de viver lá?